PIS: Saiba tudo sobre seu registro para adquirir benefícios

Todo trabalhador contratado por CLT precisa conhecer o PIS ou Programa de Integração Social, pois com ele será possível resgatar diversos benefícios do governo.

Controlado pela a Caixa Econômica Federal o PIS é um código como o CPF e RG que servirá para que o trabalhador possa registrar seus benefícios e resgata-lo.

Sendo assim o PIS é utilizado para fins sociais onde o governo irá pagar periodicamente o beneficiado através de ações sociais.

Contudo muitas pessoas ficam confusas quando se fala de PIS pois como ele serve para diversas coisas e a empresa que normalmente o aciona fica difícil de identifica-lo.

Portanto iremos te auxiliar para que você entenda o documento e saiba exatamente como proceder.

O PIS

O Programa de Integração Social é um código em número como o CPF e RG, contudo ele é mais do que isso pois o mesmo da acesso aos benefícios estipulados pela a lei nº7/1970 e ainda colabora no desenvolvimento das empresas do setor.

O Pagamento do PIS é responsabilidade da caixa e empresa e o mesmo serve para a integração do empregado do setor privado com o desenvolvimento da empresa.

PASEP

O PASEP foi criado juntamente com o PIS e está presente na Lei Complementar nº 8/1970 e tem como foco abranger benefícios aos servidores públicos, ao contrário do PIS que seria para o setor privado. Esse pagamento será feito pelo Banco do Brasil e não Caixa Econômica.

O Fundo do PIS e PASEP não contam com arrecadação para contas individuais ou seja os recursos de contribuição do PIS e PASEP passaram a ser alocados ao Fundo de Amparo do Trabalhador. Sendo assim trazendo diversos benefícios como:

Quem tem direito ao PIS?

Para poder ter os direito do PIS será necessário estar dentro de um perfil especifico para os benefícios, sendo assim os requisitos são:

  • Estar cadastrado nos registros do PIS por pelo menos 5 anos.
  • Receber remuneração mensal de até 2 salários mínimos.
  • Trabalhou por pelo menos 30 dias dentro de um ano ou mais.
  • Ser contrato pela a CLT ou no caso do PASEP ser servidor público.

Como consultar meu PIS?

Para isso é muito simples pois você terá diversas opções de consulta, algumas sem sair de casa. Para isso você deverá escolher uma das maneiras mencionadas a baixo:

Online

  • Acesse o site oficial da caixa que fala sobre PIS clicando aqui.
  • Clique em “Consultar Pagamento”.
  • Coloque agora os seus dados.
  • Pronto! Agora você poderá consultar seu PIS
  • Caso não consiga acessar será necessário fazer um cadastro.

Por telefone

Você ainda poderá consultar por telefone de segunda a sexta das 8:00 as 22:00 ou aos sábados das 10:00 as 16:00.

Para isso você deverá ligar para o número da Caixa 0800-726-0207.

No telefonema você pode tirar diversas dicas como:

  • Saldo.
  • Abono salarial.
  • Datas de pagamento.
  • Bolsa Família.
  • Bolsa Atleta.
  • FGTS.

Caixa Eletrônico

Você também poderá fazer a consulta indo presencialmente até uma agência caixa e solicitação a visualização do seu PIS. Isso demorará alguns minutos e você precisará levar:

  • Documento oficial com foto
  • Carteira de Trabalho

Você ainda poderá realizar o saque de benefícios se assim desejar.

Cartão cidadão

Com o cartão cidadão você evita burocracia e ser atendido, pois com ele você terá já tudo registrado no cartão e será necessário apenas utiliza-lo.

Para fazer o cartão cidadão você deverá solicita-lo em um agência Caixa. Assim o mesmo virá com uma senha de acesso e um cartão físico.

Com o cartão você poderá analisar seu PIS através de unidades caixa, lotéricas, correspondentes caixa aqui e em caixas eletrônicos.

Calendário de Saque do PIS

O PIS possuí uma data de saque que é variável de pessoa para pessoa. Visando a data de aniversário do beneficiado serão disponibilizada os saques dos benefícios.

Sendo assim será importante que você identifique se você está dentro das datas antes de retirar o benefício. Para isso você deverá acessar o site oficial da Caixa Econômica clicando aqui.

Você deverá descer até a parte do calendário e confirmar a data de disponibilidade.

Além disso pessoas em situações especiais ou delicadas como doenças terminais, doenças crônicas e qualquer situação critica poderá agilizar o saque do benefício.

A tabela é atualizada todos os meses e poderá assim variar as datas de pagamento, por isso fique de olho.

Porque o PIS existe?

O Programa de Integração Social existe para proteger o trabalhador e também a empresa de imprevistos. Sendo assim a lei nº7/1970 foi criada.

Embora ela seja para proteger mais o trabalhador de demissões, acidente, pagamento por tempo de contribuição e etc. O mesmo ainda protege a empresa de ter que arcar com despesas inesperadas.

Sendo assim a empresa fica obrigada a pagar mensalmente sobre os benefícios do FGTS, abono salarial, INSS e etc.

Desta forma, caso venha a acontecer algum imprevisto ou demissão sem aviso prévio o dinheiro investido para essa situação poderá ser acionado.

Assim a empresa terá um fundo que será utilizado para esse imprevisto e o funcionário poderá então receber um pagamento para ajuda-lo nesta situação.

Add Comment