fbpx

Procrastinação: 9 Dicas para você eliminar este hábito da sua vida

A procrastinação está enraizada na cultura do ser humano, por mais que existam exceções. Todo mundo consegue identificar ao menos uma área da nossa vida na qual não estamos satisfeitos. Incrivelmente essa área provavelmente é a que mais procrastinamos.

Entretanto, não se desaponte, esse problema vem nos seguindo a eras, onde até mesmo alguns filósofos sofreram desse mal.

A procrastinação pode ser um dos nossos maiores inimigos, para que um dia renda mais. Portanto, a eliminação deste comportamento pode ser crucial para o seu desenvolvimento.

 

O que é a procrastinação?

Segundo o psicólogo Timothy Pychyl a procrastinação é o fator de deixar pendente uma tarefa que precisa ser realizada. Você entende o cumprimento que deve realizar, porém não consegue desenvolver o projeto. É como se fosse uma lacuna divisora entre intenção e ação.

Enfim, a procrastinação é aquele sentimentos que temos de sempre empurrar uma tarefa para o último segundo. Esse problema pode afetar muito na qualidade de seu projeto e o aprendizado que você possa adquirir. Embora seja um mal costume, se usado corretamente, o mesmo pode ser benéfico.

Portanto, é um mal que deve ser controlado e para isso será necessário bastante esforço. Por ser um mal que nos persegue a anos, não é tão simples controla-lo.

 

O que fazer para eliminar a procrastinação?

 

Bom, existe uma série de passos que você poderá tomar consciência antes de tentar controlar este hábito, sendo eles:

 

1. Tomar consciência

O primeiro passo, é este que você está realizando no momento, de tomar consciência de um problema e tentar soluciona-lo. O fator de sabermos que temos um problema a ser resolvido e tentar resolve-lo é o pontapé inicial para a cura da procrastinação.

 

Contudo, manter esse hábito é um problema, pois a cada dia estamos com novas sensações, sentimentos, vontades e acabamos por assim procrastinando. Com isso, seja firme, alinhe muito bem os seus desejo e mantenha-se focado no objetivo.

Mentor profissional procrastinação corpo

 

2. Um passo de cada vez

O segundo passo para eliminar o mal uso da procrastinação, é definindo obrigações mínimas a serem feitas no decorrer de um dia. Escolha as tarefas menos trabalhosas, ou realizar um pouco a cada dia de uma tarefa um pouco mais difícil.

Segundo o psicólogo Tim Pychyl, quando feito um teste com seu grupo de estudos, disse que o efeito foi bastante benéfico. Muitas pessoas se indignaram consigo mesmas dizendo que não sabiam o motivo de não ter feito a tarefa antes. No estudo, foi alegado que depois de um tempo, as tarefas passaram a ser prazerosas e acarretaram em um conhecimento mais profundo.

Por exemplo, se você deseja escrever um artigo, comece assistindo um documentário que fale sobre o tema. Pense “o que eu preciso é apenas assistir um filme”, assim sendo, tente escrever algo conforme o filme lhe dê novas ideias. Desta forma, você perceberá que cada passo irá te dar mais combustível para o próximo, e assim sucessivamente.

Portanto, lembre-se sempre de dar pequenos passos de cada vez, até chegar a onde deseja.

Um dos motivos da procrastinação é o costume de desistir de algo por não termos o conhecimento necessário no início. Portanto, para que conseguimos concluir algo, devemos ter um conhecimento básico, e ir aperfeiçoando cada vez mais.

 

Leia também:  Home Office: Como se adaptar a trabalhar em casa

3. Gerenciamento da emoção para evitar a procrastinação

Sabe aquele pensamento que temos de “Não estou me sentindo bem para isso, depois eu faço”? Bom, segundo Joseph Ferrari, esperar ficar de bom humor para realizar uma tarefa é um grande obstáculo.

Este pensamento pode nos levar a um circulo vicioso, onde iremos por sempre usar esta desculpa para adiar algo. Nesse circulo passamos por 5 etapas, sendo elas:

1 – A Procrastinação onde dizemos “Farei isso depois”.

2 – Depois a indignação/autocrítica onde dizemos “Estou sendo improdutivo”.

3 – Portanto chegamos ao terceiro passo a iniciativa, onde dizemos ” Talvez eu deva começar a fazer algo”

4 – Chegando a desistência “Não estou me sentindo bem para fazer isso”.

5 – E voltamos ao primeiro passo, onde dizemos “Farei isso depois”.

Esse diálogo pareceu bastante semelhante com o que você faz? Então cuidado, pois a procrastinação também está no seu ser. Esse fator ocorre por conta de nossas insatisfações, inseguranças ou diversos outros motivos instalados no nosso subconsciente.

Você deve encontrar a raiz do problema, para que o mesmo não acabe por lhe sabotar.

Sabe aquela pessoa que namora alguém a anos, e não a pede em casamento nunca, apesar das pistas evidentes deixadas pelo parceiro? Isso ocorre, pois a pessoa está procrastinando. Ela ainda não tem certeza do que deseja, portanto, prefere ficar enrolando, até encontrar algo que a deixe mais interessada ou até o momento que for encurralada.

Em outras palavras, a procrastinação não é problema no gerenciamento do tempo, e sim uma maneira negativa de lidar com as emoções.

 

4. Justifique seus atrasos

Embora a procrastinação seja um hábito ruim, em algumas vezes, ela pode ser necessária para adquirir mais informação ou a perfeição de um trabalho. Portanto, justificar o seu atraso ou o porque da procrastinação, pode ser benéfico.

Portanto considere utilizar o seguinte método de classificação:

  • Atrasos devidos a problemas pessoais: Luto, saúde, problemas mentais e etc.
  • Atrasos de Excitação: Quando você atrasa algo, pela a adrenalina de entregar algo no último segundo.
  • Atraso prioritário: Quando você opta por realizar algo mais prazeroso das etapas de uma tarefa.
  • Atrasos Inevitáveis: São aqueles imprevistos que nos aparece no decorrer da vida. Ajudar um amigo que não está bem, visitar pai e mãe e etc. São atrasos que são necessários para a vida social do individuo, que entretanto o atrasa no seu objetivo.
  • Atrasos irracionais: Quando não conseguimos explicar a origem do problema, normalmente acarretados pelo emocional ou mal condicionamento físico.
  • Atrasos propositais: Quando você ainda não possui o que é necessário para concluir algo, portanto o deixa pendente para terminar depois.

Entretanto você pode criar a sua categoria e se organizar a partir dai. Categorizar este mal, pode te ajudar a ter uma visão mais ampla da situação, pois assim você consegue alinhas suas prioridades. Por exemplo, na procrastinação proposital, você precisa procrastinar para entregar algo melhor, portanto é um atraso saudável.

Contudo você deve tomar cuidado, pois as vezes o atraso pode se tornar em improdutividade.

 

Leia também:  Carta de Recomendação: Como pedir e qual sua importância?

5. Use a procrastinação estruturada ou otimização do tempo

Todo procrastinador gosta de atrasar em suas tarefas mais assustadoras e importantes, talvez por medo de falhar ou de não ficar bom. Com isso a procrastinação estruturada ou otimização do tempo, elaborada por John Perry, pode ajudar bastante.

Todos possuem uma lista de afazeres no decorrer da vida, e as que ficam no topo, por mais que sejam as mais satisfatórias, são as que mais assustam. Portanto, você deve colocar no topo as com menos urgência e mais importantes.

“Mas se elas sempre ficarão no topo, como eu vou executa-las?” Bom, é ai que entra e procrastinação estruturada. Você realizará as tarefas mais básicas, e que lhe tragam satisfação, aumentando assim sua dopamina. Conforme você for concluído as penas tarefas, você verá que estará cada vez mais próximo de realizar as grandes tarefas.

Com isso você irá se sentir mais eficaz, produtivo e terá mais força de vontade e conhecimento para grandes feitos. Entretanto, você deve tomar cuidado! Sempre tenha pequenas tarefas gratificantes, pois elas serão o combustível para você realizar grandes feitos.

É um jogo mental individual, onde você está se enganando para realizar tudo o que precisa.

 

6. O Eu do passado x Seu Eu do presente x Eu do futuro

Quando você não atinge suas metas do ano, raramente revemos nossas atitudes para examinar o motivo. Se fizéssemos, veríamos que cometemos uma grande injustiça consigo mesmos, pois ao nos ver no futuro, não pontuamos os fardos de cada dia.

Temos o costume de nos ver em um futuro perfeito, e por isso esquecemos dos obstáculos, sentimentos e qualquer coisa que dificulte nosso êxito em uma tarefa. Em vez disso, sempre procrastinamos e pensamos, semana que vem eu faço, como se na próxima semana não existirão estes problemas.

Embora essa nossa crença de que outro dia teremos mais energia, dificilmente mudaremos muito nesse período de tempo. Esse problema só acarretará em frustração e desmotivação.

Segundo Eva-Marie Blouin-hudon psicóloga americana precisamos realizar um exercício diário para encaixar nosso eu do passado, do presente e do futuro em um mesmo ser.

Inicialmente você irá escolher a área que deseja parar de adiar. Assim, determine com detalhes a onde está pessoa quer chegar, o que ela estará vestindo, o que estará sentindo em um prazo determinado. Esta prática, feita diariamente irá reforçar o seu senso de continuidade, que leva a menor procrastinação.

 

7. Tenha planos para imprevistos

Muitas vezes temos os nossos planos barrados por conta de imprevistos. Por exemplo, você vai de bicicleta ao trabalho, entretanto, quando está saindo de casa, se depara com um grande chuva e então desiste do seu plano inicial.

Muitas vezes, com essa reviravolta, optamos por voltar ao nosso velho costume, e acabamos caindo na procrastinação e decidimos não ir ao trabalho hoje de bicicleta por conta disso. Com isso você desiste de seu plano e da mais um passo para trás.

Por isso é sempre bom criar planos para esse problema, sempre pense nos imprevistos que possam acontecer com seus planos e crie prevenções para eles. Desta forma você irá programar o seu cérebro para “Eu vou fazer isso de qualquer jeito” e se um problema aparecer, você utiliza uma de suas soluções.

Outro exemplo, mais memorável é quando vemos uma notificação do Facebook ou instagram, ao ver, imediatamente pegamos o celular, e procrastinamos. Se ao invés disso, você decidir desligar o celular, verá que não sairá do seu foco central.

Ou por exemplo, se você tiver um amigo que está muito desmotivado hoje, que irá te trazer a procrastinação, se afaste.

Parece meio óbvio, mas muitas vezes nos deixamos cair nessa armadilha e sairmos do nosso foco inicial. Por isso programe-se e tente antecipar problemas futuros, para que assim você possa prevenir-se.

 

Leia também:  Motivação Profissional: Controle o desgaste emocional

8. Não se destrua

A vida é constituída de uma infinidade de coisas, sentimentos, momentos, ações, acontecimentos e etc. E todos eles, por mais difíceis e ruins que sejam possuem um aprendizado maravilhoso.

Quando um procrastinador pensa sobre sua atitude, ele não analisa apenas a situação em questão, mas todas as vezes que já esteve nesta situação e não fez nada.

Isso pode ser um problema, pois você pode alimentar a sua autodestruição, com sentimento e pensamentos que te deixam para baixo.

Deixe isso de lado, e se permita errar e aprender com os erros, lembre-se que você não é obrigado a saber de tudo e que precisa de conhecimento o tempo todo.

Estude, comece uma coisa de cada vez, e tente sempre equilibrar o seu emocional, pois ele é muito importante.

 

9. Parando de ser autodestrutivo

Caso você esteja com dificuldades, você pode fazer diversas atividades para te ajudar a melhorar esse problema, sendo eles

  • Escreva uma carta para si mesmo, como se quisesse enviar a um amigo, leia depois de algumas horas ou dias.
  • Escreva palavras e frases motivacionais em um locai que você possa sempre ver.
  • Tire uma foto e poste na internet, e espere os comentários positivos de amigos.
  • Se dê o direito de ir tomar um sorvete ou comer um salgadinho.
  • Respire fundo e lembre-se do momento presente. Temos o costume de esquecer que estamos no mundo agora, vivendo, com varias outras coisas acontecendo em nossa volta. Lembre-se que você está no momento presente, a todo momento.

Coloque em sua mente “Eu não sou a primeira e nem a única pessoa que procrastina” e “Já passei por coisa pior e vou passar por mais isso”.

Lembre-se que estamos em constante evolução e aprendizado e que a cada dia temos a chance de ser uma pessoa melhor. Basta só querer e adquirir sempre mais conhecimento.

Além disso você nunca deverá se esquecer de se inspirar e sempre querer coisas novas para fazer.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Quer receber vagas de emprego?

Sigam nossas páginas

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?