fbpx

INSS e Previdência Social: Proteja-se dos piores momentos

O INSS ou Previdência Social é um benefício que todo o funcionário de carteira assinada ou servidor público tem direito de contribuir para se aposentar. Portanto o funcionário irá contribuindo com o programa e terá o direito de se aposentar.

Assim o aposentado receberá um valor mensal durante toda a sua aposentadoria, proporcional ao valor que ele recebia em seu último emprego.

O INSS foi inventado pelo presidente Fernando Collor em 1988 e a lei está funcionando até os dias de hoje.

 

O que é o INSS?

O INSS é o instituto responsável por executar as políticas elaboradas pela a secretaria de previdência. Ele afeta os trabalhadores como um benefício contribuitivo obrigatório. Sendo assim o trabalhador irá investir até o momento que precisar do benefício.

O mesmo protege trabalhadores dos fatores que impossibilitam o trabalho, como:

  • Aposentadoria por idade
  • Aposentadoria por invalidez
  • Aposentadoria por tempo de contribuição
  • Aposentadoria especial
  • Auxílio-doença
  • Auxílio-acidente
  • Auxílio-reclusão
  • Pensão por morte
  • Pensão especial (Síndrome da Talidomida)
  • Salário-maternidade
  • Salário-família

Sendo assim o INSS ou a Previdência social são as mesmas coisas, um seguro financeiro para um trabalhador ou sua família sobre imprevistos ou aposentadoria.

Para saber mais sobre cada benefício você poderá acessar clicando aqui.

 

Quem tem direito ao INSS?

Dentre as condições exigidas todos os profissionais contratados por carteira e que recebem os benefício da clt deverão receber o benefício e ser descontado pelo mesmo.

Além disso é possível solicitar o benefício individual para:

  • Autônomos.
  • MEI.
  • Empregados domésticos.
  • Trabalhadores avulsos.
  • Contribuintes individuais.
  • Trabalhadores rurais.
  • Donas de casa.
  • Estudantes.
  • Maiores de 16 anos.

Para realizar o cadastro na previdência social será necessário ter o número do NIS/PIS.

Caso você deseja acionar o INSS individual inscreva-se no site oficial da Previdência Social.

mentor profissional INSS e Previdencia Social

foto criado por jcomp

Como o benefício funciona?

O INSS ou previdência social é um seguro de substituição de renda, caso seja impossível trabalhar. Sendo assim o mesmo deve ser pago e ativado só no momento necessário.

De acordo com o salário do trabalhador é descontando uma porcentagem todo o mês. Essa porcentagem é recolhida pelo benefício e redirecionada ao aposentados atualmente, que receberão um salário.

Quando o indivíduo chegar a meta de contribuição o mesmo começará a receber o benefício que outros trabalhadores pagam.

Quando o indivíduo é contratado por uma empresa, o mesmo é automaticamente cadastrado no programa do INSS através do número do NIS/PIS. Caso o trabalhador já o tenha a empresa só puxa os dados do trabalhador e direciona o valor da contribuição ao programa.

A porcentagem é definida da seguinte maneira:

  • Quem recebe um salário de até R$ 1.045,00 contribuirá 7,5% do salário.
  • Quem recebe De R$ 1.045,01 a R$ 2.089,60 contribuirá com 9% do salário.
  • Quem receber de R$ 2.089,61 até R$ 3.134,40 contribuirá com 12%.
  • Quem recebe um valor de R$ 3.134,41 até R$ 6.101,06 contribuirá com 14%.

 

Leia também:  Jovem Aprendiz BRF: Seu 1º emprego como Jovem Aprendiz

INSS para autônomos

Para as pessoas que trabalham por conta própria e não tenham carteira assinada, podem optar por pagar o INSS. Porém será um serviço individual e tem um valor mínimo e máximo que deve ser pago. Sendo o mínimo R$ 187,40 e o máximo R$1.106,26 por mês. Dependendo da quantia paga o tempo de aposentadoria vai diminuindo.

Para ele se cadastrar é muito simples ele deve fazer sua inscrição pelo número de telefone 135, de segunda a sábado, das 7h às 22h, ou pelo site do INSS clicando aqui.

Além disso você pode consultar os postos do INSS mais próximo de você clicando aqui.

 

Aposentadoria especial

Se você é uma pessoa que trabalhava em um emprego com condições prejudiciais a saúde, você terá direito a aposentadoria especial.

Para isso será necessário comprovar o trabalho na empresa e os riscos de exposição do mesmo, sendo eles:

  • Nocivos químicos.
  • Físicos.
  • Biológicos.
  • Associação de agentes prejudiciais pelo período de 15 a 25 anos.

Para saber mais sobre a aposentadoria especial acesse clicando aqui.

 

Quando posso me aposentar?

Pode se aposentar homens que contribuíram com 35 anos do benefício e mulheres com 30 anos de contribuição. Não existe uma idade mínima necessária para se aposentar para o INSS, porém o indivíduo não terá menos de que 45 anos e deverá contribuir com o benefício por pelo menos 15 anos.

 

Posso trabalhar depois da aposentadoria?

Se você aposentou por invalidez, você poderá trabalhar apenas em vagas que sejam para deficientes ou que respeitem a sua limitação.

Agora se você aposentou por tempo de contribuição, você poderá trabalhar normalmente, assim recebendo o salário sem o desconto do INSS e o benefício do INSS.

 

É possível perder ou cancelar a minha aposentadoria?

Se você já recebeu a primeira parcela da sua aposentadoria, será impossível solicitar um cancelamento. A única maneira de alguém perder a aposentadoria é ao falecer. Caso o beneficiado venha a falecer e sua família continue retirando o dinheiro, poderá acarretar em cadeia.

Esse erro pode ocorrer, quando o cartório não avisa o INSS sobre o falecimento do indivíduo. Assim a família deverá entrar em contato e avisar sobre o ocorrido.

Contudo em alguns casos, se a família necessita desse dinheiro para se manter existe uma solução. Desta maneira o governo deverá acionar o resíduo de benefício e a pensão pós-morte. Portanto a família terá um tempo para se estabilizar.

Assim isso deve ser resolvido diretamente com o INSS. Portanto deverá ser feito em até 90 dias depois do falecimento do beneficiado.

 

Leia também:  Jovem Aprendiz Heineken: Como concorrer a vaga!

Algumas regras sobre o INSS

  • Aos que se aposentaram em um emprego fixo, o mesmo não precisará parar de trabalhar para manter o benefício. O mesmo poderá conversar com a empresa na qual trabalha, ou procurar um outro emprego. Desta forma o beneficiado poderá receber o dinheiro pago pelo INSS e ainda ter um dinheiro extra sobre o trabalho ainda realizado.
  • Caso o trabalhador tenha recebido ao menos 1 pagamento do benefício, ficará impossível o cancelamento da mesma. Isso acontece quando um indivíduo se aposenta, e por ter um situação financeira estável, o mesmo não deseja usufruir do benefício. Desta maneira o dinheiro será redirecionado para projetos sociais.
  • Caso o beneficiado esteja recebendo um valor a mais ou a menos de seu benefício, o mesmo deverá entrar em contato com a Previdência Social. A não regularização do valor poderá acarretar desfavorecimento ao beneficiado, ou em caso de valor acima do esperado na prisão e multa do mesmo.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Quer receber vagas de emprego?

Sigam nossas páginas

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?