fbpx

Demissão sem justa causa: 9 motivos a serem evitados

Com o crescimento que o desemprego está tendo, fica cada vez mais difícil se manter dentro de um emprego. Esse problema assusta muitos, que procuram meios para evitar uma demissão sem justa causa.

Errar no trabalho é normal, contudo permanecer errando começa a se tornar um posicionamento e então o problema se perpetua.

Desta forma, você deve estar a todo momento avaliando suas ações e alinhando seu comportamento de acordo com a empresa. O problema é que passamos tanto tempo dentro deste ambiente, que acabamos por nos acomodar no local.

Ao chegar ao ponto que você esquece do seu profissional e começa a ir trabalhar no automático os seus defeitos podem aparecer. Lembre-se que dentro de um emprego você deve ser a sua melhor versão e se acomodar não é uma boa ideia.

Pensando nisso, separamos os motivos mais comuns da demissão sem justa causa, que são acarretados normalmente pela a estagnação ou acomodação de um funcionário em sua situação atual. Assim você saberá avaliar e rever sua postura.

 

Erros comuns dos demitidos sem justa causa

1 – Demissão sem justa causa por falta de compromisso com suas responsabilidades

Ao ser contratado por uma empresa, vocês entram em um acordo, na qual você irá trabalhar e ela irá te pagar. Contudo, conforme você se desenvolva na empresa, você vai ganhando um pouco de espaço e confiança e com isso vem o comodismo, que pode ser um problema.

Por isso você deve esta sempre atento as suas atividades, prazos e sempre cumprir tudo como combinado. A falta de compromisso com o trabalho, entregando as coisas fora de horário, faltando ou entrando atrasado pode ser prejudicial.

Pensando nisso lembre-se sempre de fazer a sua parte, para que assim a empresa não tenha nada contra você.

 

2 – Demissão sem justa causa por trabalho sem qualidade

Conforme vamos nos estabilizando com o trabalho novo, costumamos a estagnar um pouco e isso pode ser visto como descuido.

Desta maneira vamos diminuindo nosso processo de criatividade e qualidade. Contudo, em alguns casos deixamos esse número cair muito, chegando ao ponto de que nosso trabalho não tenha mais qualidade ou deixe de melhorar e desenvolver.

Ao chegar nesse ponto, o trabalhador deve tomar muito cuidado. Caso seu trabalho seja considerado mal feito ou desatualizado, você poderá ser substituído por alguém que atenda melhor as expectativas.

 

Leia também:  Mudar de Emprego: 8 Dicas pra te ajudar a decidir a hora certa

3 – Demissão sem justa causa por ser uma pessoa difícil de lidar

Não importa o quão bom você seja, se você for uma pessoa difícil de lidar/trabalhar, você será descartado. Portanto, por mais que você tenha que desenvolver a suas competências técnicas, é importante as competências comportamentais.

Essas características são chamadas de qualificações profissionais, e é analisada em todos os candidatos pelas as empresas

Desta maneira, sempre seja educado e fale apenas o fundamental. Se você é uma pessoa mais introspectiva, isso não te dá o direito de ser rude com as pessoas. Assim, você deverá aprender também a ser diplomático e aprender a lidar com as pessoas.

 

mentor profissional demissão sem justa causa corpo

 

4 – Demissão sem justa causa por falar o que não devia

Muitas pessoas são demitidas por falar coisas em momentos de euforia ou descuido. Por isso é fundamental o pensamento antes da fala.

Quando é dito que você deve pensar antes de falar, você não deve pensar nas palavras ditas, e sim em como aquilo irá impactar. Por exemplo, você não irá usar palavrões em uma reunião de emprego, pois ficará um clima pesado.

É a mesma coisa a todo momento na empresa, você deve tomar cuidado com os ouvidos dos outros. Cada pessoa possui sua fragilidade, condutas e gatilhos e você deve garantir um ambiente agradável a todos.

 

5 – Muitos erros, poucas soluções

O trabalho é um lugar para você exercer sua função enquanto ensina e aprende, e dentre de tantas possibilidades, errar é uma delas. Portanto, não tenha medo de errar, se você souber que pode consertar.

Contudo errar várias vezes, deixar por isso mesmo e nunca encontrar uma solução para os seus problemas pode ser mais que um erro. Assim, toda vez que você errar, ou se tiver dificuldade em uma tarefa, procure ajuda.

Desta forma, você ganhará respeito, pois demonstrará que está aprendendo e não tem medo de errar e se corrigir. Pessoas que não solucionam problemas são rapidamente substituídas, portanto não dê motivos para sua demissão.

 

Leia também:  Plano de carreira: 6 Passos pra você desenvolver

6 – Demissão sem justa causa por ser muito negativo

Se você é do tipo de pessoa desencorajada, que sempre vê o lado ruim das coisas e não propõe melhorias, cuidado. Pessoas com esse tipo de comportamento podem tomar uma demissão sem justa causa rapidinho.

Portanto, ao ver o lado negativo de uma situação, na qual você sabe que não dará certo, não aponte o problema e sim uma melhoria. Por exemplo, ao invés de dizer “Isso vai dar errado, não vamos fazer” diga “Interessante, e o que você acha da gente fazer de tal forma, para evitar também tal problema?”

Desta forma você poderá aproveitar a sua visão realista e ainda dar um ideia para melhorar o projeto.

 

7 – Descuidados com a informalidade e intimidade

Por ficarmos tanto tempo dentro do trabalho, acabamos por esquecer que é um ambiente de trabalho. Esse problema pode afetar em muitos pontos, onde você acaba perdendo o profissionalismo.

Portanto, jamais se esqueça que você está em um ambiente de trabalho. Por mais que você tenha muitos amigos dentro do trabalho que excedem a vida profissional, lá é um local de trabalho e deve ser tratado profissionalmente.

Por isso cuidado com o uso exagerado da informalidade dentro da empresa, pois o exagero pode acarretar na sua demissão sem justa causa e com justa causa.

 

8 – Demissão sem justa causa por fofoca

Uma das demissões mais recorrentes é a do fofoqueiro! Pessoas que propagam muitas fofocas e não deixe que a mesma cesse, tem grande chances de serem demitidos.

Portanto, ao saber de uma fofoca, esqueça-a e continue trabalhando e vivendo a sua vida.

 

9 – Demissão sem justa causa por intromissão

Tome muito cuidado ao se intrometer em trabalhos que não são seus sem ser chamado oficialmente. Por mais que um colega tire dúvidas, fique atento com o tanto que você está ajudando.

Muitas vezes acontecem brigas de trabalho por conta de uma pessoa que fez uma atividade que não era dela. Por isso, o dono da atividade teve que refazer várias outras, para reparar um erro. Essa atitude pode acabar com a sua reputação, além de ser visto como uma ameaça dentro do trabalho.

 

Leia também:  Rescisão de Contrato: Tudo que você precisa receber

Conclusão

Esses são os fatores mais comuns da demissão sem justa causa, onde a empresa identifica que um funcionário não atende mais as expectativas e o demite sem um motivo legal.

Sendo assim a empresa será obrigada a pagar todos os valores pendentes ao funcionário, desde seu salário a benefícios.

Esse tipo de demissão é a menos prejudicial para o profissional e trás maior despesa para a empresa, pois será necessário pagar todos os direitos.

Portanto agora conheça todos os tipos de demissões de acordo com o Jovem Aprendiz Brasil.

 

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Quer receber vagas de emprego?

Sigam nossas páginas

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?