fbpx
loader image

Trabalho infantil no Brasil e o Programa Jovem Aprendiz

Links Patrocinados

O Trabalho Infantil no Brasil possuí suas regras como em qualquer país, para proteger as crianças da escravidão e amadurecimento pre maturo.

Mas você sabia que existe o programa Jovem Aprendiz para trazer uma oportunidade mais saudável e adiantada para os pré adolescentes.

Vamos entender a diferença dos dois e porque um é benéfico e o outro prejudicial?

 

O Trabalho Infantil no Brasil

Segundo o IBGE 1,8 milhões de crianças de encontrava em trabalho infantil no Brasil em 2019.

Links Patrocinados

Isso acontece pois essas crianças não são registradas, e abusadas de sua vulnerabilidade.

Por esse motivo o trabalho infantil no Brasil é crime e deve ser denunciado ao ser descoberto.

Qualquer tipo de trabalho, mesmo os qualificados podem ser considerados indignos para crianças com menos de 13 anos.

A maioria dessas crianças vivem no interior, áreas agrícolas e região mais humildes.

A diminuição do trabalho infantil ocorre ao oferecer condições mais dignas de trabalho geral, onde os responsáveis tenham condição para cuidar e investir no futuro de seus filhos.

O que é trabalho infantil no Brasil?

O trabalho infantil no Brasil é qualquer atividade, remunerada ou não que obriga crianças a baixo de 14 anos a realizar uma atividade para lucros ou que cobrem responsabilidades.

Links Patrocinados

Além disso, nas idades de 14 e 15 anos, os jovens só poderão trabalhar em cargos de Jovem Aprendiz, perante a lei.

Veja também:  Jovem Aprendiz KPMG: Primeiro emprego

O trabalho infantil visa proteger as crianças de acelerar sua maturidade prematura, dando qualidade de vida e oportunidade de vivenciar sua infância com lazer e liberdade.

Muito menos, esses jovens poderão trabalhar em condições perigosas, insalubres e desumanas. Isso porque pessoas podem se aproveitar da vulnerabilidade da infância para forçar o trabalho infantil, forçando ou manipulando-as.

MP Trabalho infantil no Brasil
Foto de Kat Smith no Pexels

O Jovem Aprendiz

Já o Jovem Aprendiz é uma oportunidade para jovens dentre 14 a 24 anos, que queiram ou precisem ingressar ao mercado de trabalho para começar sua carreira.

Eles receberão treinamento, curso e poucas responsabilidades, para que possam entender o ritmo profissional.

Assim evitando trabalhos forçados e indignos, onde o jovem poderá ter uma qualidade de vida logo cedo, devido suas necessidades.

 

Mas qual a diferença do Trabalho infantil e Jovem Aprendiz?

Bom, o primeiro ponto é a idade, onde o Jovem Aprendiz só permite jovens com 14 anos para cima. Contudo, dificilmente as empresas contratarão jovens com menos de 16 anos, somente se eles demonstrarem uma maturidade elevada e necessidade financeira no combo.

Sendo assim, o mais comum é a contratação de jovens de 16 anos para cima.

No trabalho infantil, normalmente a criança não é paga, não possuí benefícios e ainda é tratada de forma maldosa e forçada. No jovem aprendiz o adolescente deve receber acompanhamento o tempo todo, treinamento, curso e remuneração com benefícios.

Veja também:  Jovem Aprendiz Bild: Oportunidade em Ribeirão Preto, SP

Além de ter a carteira de trabalho assinada e regularizada perante a lei.

Agora você sabe a diferença entre o trabalho infantil no Brasil e o Jovem Aprendiz, e caso veja algum caso de trabalho infantil, denuncie. Além disso, encontre mais Dicas em nosso site.

E não perca tempo e se inscreva em nossas redes sociais pelo Instagram, Facebook e também pelo Twitter. E receba mais conteúdos para se especializar profissionalmente.